sexta-feira, 10 de julho de 2009

eu bebi na caneca do Jô.....




Uma noite eu sonhei que estava no programa do Jô e no outro mês eu realmente estava sentada dando entrevista em rede nacional. Se foi a a tal da lei da atração eu não sei, só sei que meu sonho virou uma grande realidade.


Embora como artista eu sempre imaginei estar na midia, nunca achei que chegaria a tanto, mesmo porque houveram sim alguns convites para aparecer em programas de auditório, mas eram sempre convites incrivelmente ridículos, do tipo: precisamos de uma odalisca para realizar o sonho das mil e uma noite do nosso fã em novo quadro, ou então estamos preparando uma surpresa para fulano (famoso) e precisamos de uma dançarina para sair do bolo, ou pior ainda, venha participar do nosso quadro "namoro na tv", algo do tipo, achamos que uma odalisca vai dar IBOPE....ou seja não ia dar para mostrar meu trabalho em nenhum destes então nada de tv.

Admito que já fui no progama do Gilberto Barros, na Band, servir pastelzinho de belém para os convidados do programa pela rede Habibs, ao vivo. É claro que não achei que fosse fazer isso, e sim que fosse dançar, e avisei todo mundo para avisar mais outras milhares de pessoas que eu estaria na tv.......foi uma cena lamentável. Mas também já participei de uma gravação belíssima na GNT, sobre um documentário de dança do ventre no Brasil.

Bom, assim em 2007 surgiu a oportunidade de dar uma entrevista no Programa do Jô. Todo mundo me pergunta como isso aconteceu e foi assim, uma indicação da Paula, uma série de entrevistas seletivas e depois de uns dois meses tudo deu tudo certo........Ops, na verdade quase tudo deu certo, pois o assunto abordado não foi puramente dança do ventre.

Isso porque há anos eu desenvolvi um curso chamado Sedução, que nada tinha haver com dança do ventre e por isso nunca foi divulgado para pessoas de fora do meu universo próximo trabalho . Ele é uma mistura de marketing, com cursos de teatro, cursos de R.H. e vivências de dança, tudo preparado com muito carinho para que as praticantes pudessem rir e soltar o corpo durante longas horas e assim buscar uma linguagem mais charmosa e menos técnica em suas movimentações. Ou seja, o meu foco era despertar o prazer de ser mulher e encontrar a expressão do feminino como fonte natural.

Eu tenho um imenso orgulho deste trabalho, todas as vezes que o curso aconteceu ele reuniu uma média de 40, 50 mulheres a beira de "um ataque de nervos", pois elas se sentiam muito confortáveis e faziam daquela tarde uma celebração à alegria de ser mulher.
Só quem fez o curso pode falar o quanto ele faz bem!!!!!!

Voltando ao Jô, nesta entrevista ele acabou gostando mais de perguntar sobre esse curso, e assim não fui em rede nacional falar de dança do ventre, mas sim da dança como benefício indispensável para as mulheres e do charme e sudução como expressão natural do feminino.

Eu já vi muitas performances de dança do ventre na TV, com bailarinas amadoras se colocando como profissionais, e me lembro direitinho da Samira e da Shalimar dando entrevista no Jô há alguns anos atrás (foi ótimo!!), explicando sobre a cultura benefícios, mas eu quis levar a realidade de que é uma dança acessível a todas, e por isso as bailarinas em questão, eram alunas, pessoas diferentes com tempos de dança variados.

Aliás vou aproveitar para deixar um beijo epecial para as meninas que me encheram de orguho, Katinha, Milena, Paula, Flavia e Lilian, sem esquecer das queridas Gracinha e Beth, presentes na platéia e a Soninha tudo de bom, que não podia ficar de fora.

Infelizmente algumas pessoas insistem em criticar essa entrevista dizendo que misturei as coisas e bla bla bla, pois é muito mais fácil ficar palpitando negativamente em vídeos no youtube ou em blogs, não é mesmo?!?!?

Pois é, eu não me alimento do acontecido e muito menos acho que esse foi o ponto alto da minha história com a dança, mas tenho um grande orgulho de ter conseguido um espaço para falar do trabalho que exerço cotidianamente diante de uma figura tão inteligente e cativante que é o Jô Soares.


Sou uma artista e portanto amei estar naquele sofá, na rede globo, com umas 4 cameras espetaculares na minha frente, microfone especial, camarim, cabeleireiros e maquiadores, frutas e tudo que eu podia imaginar, porque de fato a vida nos proporciona muitas realizações e emoções .............


Com vocês, a primeira parte da entrevista:


video

5 comentários:

  1. Faltou o Ícaro, pô!!!

    Rs, e obrigada mais uma vez por aquele dia, sem dúvida nenhuma foi maravilhoso e vai ficar p/ sempre na memória de todas nós...

    E dane-se o resto!

    ResponderExcluir
  2. Ai meu Deus, é verdade..rs..!!! pobre do Ícaro naquela Van lotada de mulheres a beira de um ataque de nervos...ahahaha

    ResponderExcluir
  3. Vc merecia aquele espaço, e mercere muito mais!
    Vc é linda!
    Bjos
    Luciana

    ResponderExcluir
  4. Eita Cris
    já to aqui espalhando pro mundo que sou sua amiga, morri de rir do seu texto e concordo ai com o primeiro comentario:o resto que se dane.
    Lindo seu blog e linda você e sua arte.
    beijos e mais beijos

    ResponderExcluir
  5. Aposto que muitas das que criticaram gostariam de estar no seu lugar.
    Beijos e sucesso!

    ResponderExcluir